Fiáveis. Os carros com menos visitas à oficina por avaria

  • Post author:
  • Post category:Carros
A fiabilidade é dos fatores mais valorizados no momento da compra de automóvel novo, mas é tão ou mais preponderante ainda na escolha de carro em segunda mão. E é com base nesse critério que se realizam todos os anos vários estudos que determinam quais são os fabricantes que oferecem mais garantias aos seus clientes nos usados.

Este que aqui lhe trazemos, o mais recente publicado pela Recomotor, empresa de distribuição de peças de veículos recuperados para promover a economia circular, não é especialmente rico em novidades: os asiáticos dominam o ‘ranking’ em matéria de fiabilidade.

As duas marcas com melhor classificação no estudo da Recomotor são japonesas, a Lexus e a Toyota, seguidas de perto pela Hyundai e a Kia, ambas da Coreia do Sul. Imediatamente atrás, três fabricantes europeus: Audi, Skoda e Mercedes-Benz.

Os mais ‘amigos’ da oficina

Claro que a fiabilidade de automóvel depende diretamente da sua correta manutenção. A duração de cada componente é limitada, mas a sua longevidade é afetada por vários fatores, nomeadamente o tipo de utilização. Depois, num estudo desta natureza, a amostra também interfere nos resultados, considerando que os modelos com mais unidades a circular estarão, previsivelmente, em maior número nos registos das oficinas.

Falhas mais comuns em 2022

Desgaste: 20% das avarias em carros usados estão diretamente relacionadas com o desgaste habitual decorrente da utilização. E afetam de forma praticamente igual todos os concorrentes.

Problemas elétricos: outros 20% dos problemas derivam de componentes elétricos (baterias, fechos centralizados, elevadores dos vidros, fusíveis e cablagens). As marcas mais afetadas em 2022 foram a Renault, a Alfa Romeo e a Seat.

Os travões foram responsáveis por mais de 15% das visitas à oficina fora do esquema normal de revisões. Os modelos das marcas Citroën, Fiat e Opel foram os que apresentaram mais falhas a este nível.

Direção, amortecedores e pneus foram causas para 15% das avarias, sendo as marcas mais visadas Alfa Romeo, Audi, Chevrolet e Citroën.

Só 10% das avarias estavam relacionados com algum problema no motor, mas destes a maioria eram modelos da Alfa Romeo, Volkswagen e Peugeot.

Os sistemas de aquecimento e ventilação foram responsáveis por 5% do total de avarias, com a Renault, Mercedes e Peugeot entre as mais visadas.

Na combinação de todos estes elementos, ainda de acordo com os dados compilados pela Recomotor, as marcas com modelos que fizeram mais visitas à oficina em 2022 foram a Tesla, a Alfa Romeo, a Land Rover e a Jaguar.

J.D. Power confirma tendência

Referência incontornável em matéria de estudos de fiabilidade a automóveis, a J.D. Power também divulgou a sua lista com as marcas mais fiáveis. Os resultados têm por base as avarias reportadas por clientes de 34 marcas em comercialização nos Estados Unidos da América, a maioria representadas em Portugal.

O tipo de problemas mais reportados não varia muito dos que estão referenciados no estudo anterior, embora os sistemas de entretenimento e multimédia apareçam com muito mais destaque.

Contas feitas, a marca que registou o menor número de problemas nesta edição-2023 do estudo da J.D. Power, foi a japonesa Lexus (com 133 por 100 veículos), seguida da Genesis (144) e a Kia (152).

A Toyota está no ‘top10’, mas no 7º posto, atrás da Mitsubishi e à frente da Hyundai, Mini e Nissan. Curiosamente, o segundo modelo com menos problemas reportados foi o Toyota C-HR, só o Lexus RX ficou melhor classificado.

As marcas europeias com notas mais altas são a BMW (15.ª), a Porsche (20.ª), a Volvo (23.ª) e a Volkswagen (24.ª).

Fonte: Motor 24